GESTANTES

GESTANTES: CHEGA DE DESCULPAS E TRATE DE

MALHAR  !

materias_gestacaoexerciciofisico

Dicas para você ficar ainda mais linda durante a gravidez!


Esta história de que gravidez é desculpa para ficar em casa de pernas para o ar, já não cola. Mais do que nunca, uma mulher grávida pode manter a sua rotina sem grandes alterações, apenas com algumas adaptações. E é claro que a prática de atividades físicas deve fazer parte do seu dia a dia.

Manter a rotina de exercícios físicos é algo benéfico, tanto para a mãe quanto para o bebe. O mais importante é lembrar que cada caso deve ser acompanhado individualmente pelo obstetra e por um profissional de educação física especializado em aulas para gestantes.

Até mesmo na hora do parto a opção por uma vida ativa faz a diferença: “Os benefícios são aparentes, inclusive no momento do parto, que é facilitado em virtude da musculatura abdominal e pélvica trabalhada previamente”, afirma a profissional de educação física e especialista em atividades aquáticas, Daniele Perbiche, de Curitiba.

Um estudo recente conduzido pela Norwegian School of Sports and Science apontou que mulheres que esperam seu primeiro filho e realizam exercícios físicos regularmente diminuem o risco de dar à luz um bebê com excesso de peso (acima de quatro quilos). Vale lembrar que este fator pode contribuir, mais tarde, para a obesidade ou até mesmo para hemorragias durante a gravidez.

Veja algumas dicas da Professora para as gestantes:

– As mulheres que nunca sofreram um aborto espontâneo e já praticavam exercícios podem dar continuidade à rotina, sempre com o aval médico. Já para as mulheres sedentárias, recomenda-se o início do programa após a décima segunda semana de gestação. Não havendo indícios de complicações, as atividades podem ser continuadas até o parto, no entanto, com a redução aos poucos da intensidade.

– Dentre as atividades mais comuns estão: Caminhada, natação, hidroginástica, alongamento e musculação em menor intensidade. A vantagem de cada uma delas está associada ao controle da respiração e trabalho da musculatura. A caminhada favorece o encaixe do bebê na pelve da mãe. A natação, embora algumas modalidades estejam restritas nesse período, também trabalha bastante a musculatura. Mas, o exercício mais indicado é a hidroginástica, pela característica de baixo impacto e trabalho cardiorrespiratório.

– Outro fator importante que deve estar aliado à prática dos exercícios é a alimentação. Uma dieta rica em frutas, legumes, verduras e fibras é a ideal, aliada à ingestão de líquidos como água e sucos naturais.

Comentários

Deixe um comentário